Tijolo Ecológico: o que é, tipos, vantagens e desvantagens

Você já conhece o tijolo ecológico? Sabe a diferença dele para o tijolo convencional?

Bom, o Tijolo Ecológico tem este nome pois o seu processo de produção é
mais sustentável, já que não necessita da queima de madeira para o
funcionamento do forno, como ocorre em um olaria convencional. Desta forma,
auxilia na redução do desmatamento e gera menor emissão de gases tóxicos.

Para a produção do tijolo
ecológico se utiliza normalmente apenas solo, cimento e água. Alguns
fabricantes ainda vão além e já utilizam também diversos rejeitos para a
produção destes tijolos, como bagaço de cana, raspas de pneus, etc. Desta
forma, estes fabricantes conseguem ser ainda mais sustentáveis. Legal, não?

Mas calma, as vantagens não param por aí!!

Este tipo de tijolo tem um sistema de encaixe e um desvio baixíssimo de dimensões, o que facilita bastante no processo de assentamento. Devido a isso, não se costuma utilizar argamassa convencional para o assentamento destes tijolos. Normalmente se utiliza somente argamassa polimérica para auxiliar na fixação, conforme demonstrado na Figura 2. A argamassa convencional só é utilizada para o assentamento da primeira fiada. Desta forma, se usa menos material e se reduz ainda mais o impacto ambiental.

Figura 2 – Assentamento do tijolo ecológico

Outra vantagem interessante é que
os furos existentes no tijolo facilitam a passagem de tubulações elétricas e
hidráulicas, reduzindo o retrabalho e gerando menos entulho. Estes tijolos
também são vendidos no formato de canaleta, ajudando ainda mais na passagem das
tubulações.

Além de todos os benefícios comentados até aqui, estes Tijolos Ecológicos ainda apresentam um excelente isolamento térmico.

Figura 3 – Passagem de tubulação sem recortes

Que legal! Mas se tem tantos benefícios, por que não são
usados em todas as obras?

As principais razões são o
desconhecimento e o custo. Como é um produto relativamente novo, as equipes de
obra ainda não estão acostumadas a trabalharem com ele. Além disso, o custo da
peça de tijolo é maior, o que gera a impressão de que se gastará mais na
construção da parede. Entretanto, isso não é verdade. Devido à redução da mão
de obra e de material que este tipo de produto proporciona, a economia final
pode chegar a quase 40%.

Da mesma forma que o tijolo
cerâmico convencional, o Tijolo
Ecológico
também não tem função estrutural. Ou seja, há a necessidade da
construção de pilares e vigas. No caso de edificações de único pavimento,
normalmente se embute estes pilares a cada 1 metro (ou em cantos) dentro dos
furos do tijolo, de forma que eles não fiquem aparentes. É sempre importante
informar o engenheiro estrutural sobre a intenção de utilizar este material.
Desta forma, ele já dimensiona corretamente o espaçamento, dimensão e armadura
dos pilares necessários.

Além disso, o Tijolo Ecológico é uma solução
construtiva modular. Devido a isso, é importante o arquiteto prever a
utilização deste material em seu projeto, uma vez que as medidas das paredes
devem respeitar as dimensões destes tijolos e, com isso, evitar que sejam
necessários cortes, fazendo com que eles percam parte de suas vantagens.

Outro ponto positivo é que este tijolo tem um grande apelo estético e passa aquele ar de ambiente rústico. Por isso, ele pode ser deixado sem acabamento. Claro, se preferir, ele também pode ser rebocado. Mas caso você opte por não realizar o acabamento, é sempre importante impermeabilizar a parede para que não passe umidade para dentro da casa.

Agora que você já conhece o tijolo ecológico. Ficou interessado em utilizar na sua obra?

Imagens: Idea Brasil, Tijolo Solocimento, Divulgação

The post Tijolo Ecológico: o que é, tipos, vantagens e desvantagens appeared first on Portal Amigo Construtor.

Tijolo Ecológico: o que é, tipos, vantagens e desvantagens Publicado primeiro em https://www.amigoconstrutor.com.br

Como calcular o volume de concreto para lajes, vigas e pilares

Calcular o volume de concreto necessário
para uma obra é fundamental para garantir a compra correta do material,
evitando a falta ou o desperdício.

Felizmente, a matemática básica nos ajuda a fazer esse cálculo
de maneira simples. Porém, é importante ressaltar que o cálculo varia de acordo
com o tipo de laje que você irá construir. Nas lajes pré-fabricadas, por
exemplo, você usará concreto apenas em seu capeamento. Já as lajes maciças têm
todo o seu preenchimento feito de concreto.

Neste post, você aprenderá como
calcular o volume de concreto na construção de lajes maciças
.
Em poucos passos, você poderá agilizar e muito a sua obra.

Neste exemplo, vamos imaginar que a concretagem será realizada
em 2 etapas. Na primeira, serão concretados somente os pilares até a altura da
face de baixo da viga. Já na segunda, serão concretadas as vigas e a laje.

Passo 1: calculando
o volume de concreto dos pilares

Primeiramente,
precisamos saber as dimensões dos pilares e o pé-direito da obra. No nosso
exemplo, vamos imaginar uma obra com pé-direito de 3,5 m e a forma da
construção conforme apresentado na Figura 1.

Figura 1 – Forma da Laje

Como as
vigas têm 50 cm de altura (ou 0,5 m), vamos considerar nesta etapa da
concretagem uma altura de concretagem de 3 m (3,5 m menos 0,5 m da viga).

Feito
isso, para saber a quantidade correta de concreto a ser utilizada em seus
pilares, basta calcular o volume do espaço a ser preenchido, seguindo o
seguinte procedimento:

  1. O primeiro passo é calcular a área de cada pilar. No
    nosso caso, seria 0,2 m x 0,4 m, totalizando uma área de 0,08 m².
  2. Feito isso, multiplicamos então a sua área pela
    altura a ser concretada de cada pilar, ou seja, 0,08 m² x 3,0 m, totalizando um
    volume de 0,24 m³ por pilar. Como na obra temos 4 pilares, teremos então um
    volume total de 0,96 m³.

Resumo

  1. Área do pilar: lado x
    lado = área em m²
    Exemplo: 0,2 m x 0,4 m = 0,08 m²
  2. Volume de concreto: área
    x altura (descontando a viga) = volume de concreto em m³
    Exemplo: 0,08 m² x 3,0 m = 0,24 m³
  3. Volume de concreto
    total: volume de cada pilar multiplicado pelo número de pilares Exemplo: 0,24 m²
    x 4 = 0,96 m³

Passo 2: calculando
o volume de concreto da laje

Para a nossa segunda concretagem, precisamos calcular o volume
das lajes e da viga. O procedimento é muito similar ao que foi realizado para
os pilares. Vamos iniciar aqui pelo cálculo da quantidade de concreto para a
laje:

  1. Novamente, o primeiro passo é calcular a área. Se é
    uma laje de formato quadrado, com 5 metros de comprimento em cada lado,
    conforme a Figura 1, você terá uma área de 25 m².
  2. Em seguida, você irá multiplicar o valor da área
    pela espessura da laje e, assim, obter o volume de concreto necessário.
    Seguindo com o nosso exemplo, digamos que ela tenha 12 cm de espessura, o
    equivalente a 0,12 m. Nesse caso, seriam necessários 3 m³ de concreto.

Resumo

  1. Área da Laje: lado x
    lado = área em m²
    Exemplo: 5 m x 5 m = 25 m²
  2. Volume de concreto: área
    x espessura = volume de concreto em m³
    Exemplo: 25 m² x 0,12 m = 3 m³

Passo 3: calculando o volume de concreto das vigas

Por último, calculamos o volume de concreto das vigas.
Ressaltamos novamente que todas essas informações apresentadas aqui são válidas
apenas para a construção de lajes maciças.

Calcular o volume de concreto para vigas não difere muito do
cálculo de volume das lajes e dos pilares. Basta multiplicar a área de seção da
viga pelo comprimento. Uma das diferenças está nos 12 cm de espessura da laje,
que já foram contabilizados no volume de concreto da laje e agora precisam ser
descontados na hora do cálculo do volume da viga.

Figura 2 – Corte da Estrutura

Por exemplo: na mesma obra, usaremos quatro vigas de concreto
com largura de 20 cm, altura de 50 cm e comprimento de 5 metros. Neste caso,
consideraremos a altura da viga para o cálculo como sendo 50 cm menos a altura
da laje (12 cm), ou seja, 38 cm, conforme Figura 2.

Além disso, é importante também observar que em duas das vigas
deve-se considerar um comprimento menor do que os 5m para não contabilizar duas
vezes o volume da intersecção das vigas. Para estas outras duas vigas, se
considera o comprimento total (5m), descontado duas vezes a larguras das vigas
(20 cm). Neste caso, os comprimentos a serem considerados seriam 5 m menos 2 x0,2
m, ou seja, 4,6 m. – Esta situação fica mais clara analisando a Figura 1
novamente.

Multiplicando-se a altura de 38 cm pela largura de 20 cm, temos
a área da viga e multiplicando-se esta área pelo comprimento, temos o seu
volume.

Resumo

  1. Área da viga: largura x
    (altura – espessura da laje) = área em m²
    Exemplo: 0,20 m x (0,50 m – 0,12 m) = 0,076 m²
  2. Comprimento das vigas
    menores
    Exemplo: 5 m – 2 x 0,2 m = 4,6 m
  3. Volume de concreto das
    vigas: área de seção das vigas x comprimento das vigas = volume em m³
    Exemplo: 2 x 0,076 m² x 5 m = 0,76 m³ e 2 x 0,076 m² x 4,6 m = 0,69 m³
  4. Volume total das vigas
    Exemplo: 0,76 m³ + 0,69 m³= 1,45 m³

Passo 3: somam-se os
volumes de concreto encontrados

Agora que você já sabe a quantidade de concreto necessária para
as vigas e laje, pode-se calcular o volume total desta etapa da concretagem:

Volume Laje e Vigas
= Volume de concreto da laje + Volume de concreto das vigas

Exemplo: 3 m³+ 1,45 m³=
4,45 m³

Caso se deseje saber o volume total de concreto da obra, é só
somar também o volume dos pilares:

Volume total =
Volume de concreto da laje + Volume de concreto das vigas + Volume dos pilares

Exemplo: 3 m³+ 1,45 m³+
0,96 m³= 5,41 m³

Tendo o volume total, é só partir para a última etapa.

Passo 4: considere as
perdas da obra

No dia a dia na obra, é natural haver perdas de material. Por
isso, essas perdas já devem estar previstas no seu projeto.

Na etapa anterior, você descobriu a quantidade necessária de
concreto para a sua obra, mas é importante que você encomende ou produza na sua
obra um pouco mais do que esse valor. O aconselhado é que o excedente seja pelo
menos 5% a mais.

A fórmula para esse cálculo é simples:

Volume final = (1 +
Coeficiente de Perda) x (Volume de Concreto) m³

Exemplo: (1 + 0,05)
x 5,41 m³ = 5,68 m³

Viu como é fácil? Agora, não haverá erro na hora de produzir ou comprar
o concreto para a sua obra.

The post Como calcular o volume de concreto para lajes, vigas e pilares appeared first on Portal Amigo Construtor.

Como calcular o volume de concreto para lajes, vigas e pilares Publicado primeiro em https://www.amigoconstrutor.com.br

Novembro azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata

Novembro Azul é o mês mundial dedicado à prevenção e ao combate ao
câncer de próstata. O movimento surgiu em 2003, na Austrália, par chamar a
atenção dos homens para a importância da prevenção à doença e do diagnóstico
precoce.

O câncer de próstata atinge principalmente homens mais
velhos: 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), há uma estimativa de 68 mil casos no Brasil, com 15 mil mortes.

Isto quer dizer que o câncer de próstata mata um homem
a cada 38 minutos no Brasil. Sendo a segunda principal causa de morte por
câncer em homens, perdendo apenas para o câncer de pulmão.

Mitos e verdades

Mas há muitos mitos envolvendo o assunto,
o que acaba dificultando o acesso de homens aos cuidados necessários. Por isso,
é importante se informar.

Confira abaixo o que é mito e o que é
verdade quando se trata de câncer de próstata.

  • O câncer de próstata é
    uma doença só de idosos

Mito. O câncer de próstata é considerado o câncer da terceira idade, já que 3/4 dos casos no mundo acontecem a partir dos 65 anos, mas a doença pode ser diagnosticada ainda por volta dos 40 anos.

  • Todos homens precisam
    fazer o exame do toque retal

Verdade. O exame do toque retal ainda é o melhor exame para prevenir e, consequentemente, combater o câncer de próstata. Este procedimento médico pode diagnosticar doenças benignas e malignas na próstata do paciente.

A maioria dos homens não sente dor e
nem desconforto ao fazê-lo. É um exame simples, efetivo e rápido. Mas para
fazer o exame com tranquilidade, é importante conversar sobre o procedimento e
esclarecerem suas dúvidas com o seu médico.

Muitos homens acabam rejeitando o
exame retal, por questões culturais ou por medo de descobrir algum problema de
saúde. Porém, ele é o primeiro passo para combater a doença.

É possível identificar o câncer de
próstata também por um exame de sangue chamado PSA (Antígeno Prostático
Específico), porém ele ainda não é tão preciso quanto o retal. Por isso, ambos
os exames se completam.

  • O câncer de próstata
    gera sintomas quando aparece

Mito. A doença é silenciosa e, muitas vezes, os sintomas só irão aparecer em estágios mais avançados e complicados do câncer.

Porém, é preciso estar atento aos sintomas sempre:
dificuldade em iniciar e manter um fluxo constante de urina, expelir urina em
excesso durante a noite ou até mesmo incontinência, sangue na urina, diminuição
no jato de urina.

Estes sintomas podem ser confundidos com tumores
benignos na próstata e, por isso, é tão importante fazer os exames com certa
frequência.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que o
exame seja feito anualmente a partir dos 50 anos, com exceção de homens que
tenham casos na família de câncer de próstata. Neste caso, é recomendado que o
exame seja feito já a partir dos 40 anos.

  • Atividade física
    regular ajuda a prevenir e tratar a doença

Verdade. Exercícios físicos ajudam a reduzir o estresse e a controlar o peso dentro de uma medida saudável. Desta maneira, a atividade física contribui para a prevenção do câncer de próstata e ainda é recomendada para pacientes em tratamento.

Além disso, é importante evitar o
consumo de álcool e cigarro e ter uma boa alimentação.

  • O Câncer leva à
    impotência sexual

Mito. A Prostatectomia radical é a principal responsável pelo receio de homens aderirem ao tratamento do câncer.

A cirurgia retira por completo a
próstata, as vesículas seminais e as extremidades do canal, e isso faz com que
os homens pensem que o resultado deste procedimento é a impotência sexual e,
consequentemente, o fim da vida sexual do paciente.

Porém, trata-se de uma cirurgia pouco
invasiva, que aumenta a sobrevida e é considerada a principal forma de curar
tumores de próstata em fases iniciais.

Por isso, quando tratado rapidamente,
o paciente com câncer de próstata tem grandes chances de manter normalmente a
sua ereção.

Neste Novembro Azul mantenha seus exames em dia e espalhe a mensagem para
os seus amigos!

The post Novembro azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata appeared first on Portal Amigo Construtor.

Novembro azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata Publicado primeiro em https://www.amigoconstrutor.com.br

Como preparar a revenda para a temporada de reformas

O fim e o início do ano são a época das reformas. Muitas pessoas aproveitam o décimo terceiro salário e as férias para investir na casa, seja para receber as visitas de fim de ano, seja para realizar o sonho que só foi possível com a chegada dessa renda.

Por isso, é fundamental ter sua loja de materiais de construção
preparada para garantir boas vendas e clientes satisfeitos. Assim, você pode
fidelizá-los por muito mais tempo.

Prepare o estoque

Fim de ano costuma ocasionar aumento nas vendas, pelos motivos
citados acima. Por isso, é importante que a sua loja esteja com o estoque
abastecido.

Para tanto, você deve manter contato com os fornecedores e
observar o comportamento do seu consumidor. Assim, é possível prever as
tendências de compras – quais produtos têm saído mais e precisam ser repostos.

Isso pode ser feito por meio de um bom controle do estoque, com
o registro cuidadoso da entrada e da saída dos materiais. Dessa forma, você
pode reabastecer a sua revenda antes que os produtos acabem de vez.

Esse é um ponto importantíssimo na fidelização de clientes. Isso porque, além da perda de oportunidades de
negócio, a falta de produtos e o estoque descontrolado podem gerar grandes
incômodos, como atraso nas entregas.

Prepare sua equipe

O aumento da demanda também vai exigir muito da sua equipe de
vendas. E é fundamental não deixar a qualidade do atendimento cair.

Treine seus vendedores para que eles saibam todas as informações
sobre os produtos que a loja oferece. É importante que eles possam orientar aqueles
clientes que esperam a ajuda de quem entende para fazerem a compra com mais
confiança.

Conhecimento da loja também é importante, principalmente quando
há novos funcionários. No dia a dia, certifique-se de que eles entendem bem o
sistema da sua revenda e que sabem onde estão os produtos, por exemplo.

Uma equipe satisfeita atende melhor. Então invista na sua e,
assim, você estará investindo em seus clientes também.

Prepare o ponto de
venda

O visual da sua revenda de materiais de construção pode ser o cartão
de visita e o que vai atrair os clientes.

Você pode apostar em decorações temáticas — como a de Natal, por
exemplo —, mas sempre com muito bom gosto e cuidado para não interferir na
identidade da loja.

Mas, antes de tudo, é importante ter um ambiente organizado, bem
iluminado e de fácil circulação. Com mais pessoas visitando a loja, isso pode
ser um desafio, mas não impossível de se fazer.

Agora
não tem desculpa para não tirar o melhor da temporada de reformas. Continue
acompanhando o Amigo Construtor para
mais dicas para a sua revenda de materiais de construção.

The post Como preparar a revenda para a temporada de reformas appeared first on Portal Amigo Construtor.

Como preparar a revenda para a temporada de reformas Publicado primeiro em https://www.amigoconstrutor.com.br

Outubro Rosa: como se prevenir contra o câncer de mama

A campanha Outubro Rosa foi criada para que mais pessoas tenham acesso aos exames que diagnosticam o câncer de mama e de colo do útero. Mas, além disso, a campanha existe para que as pessoas saibam mais sobre a doença (sem medo de falar sobre ela) e como se prevenir.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de
Câncer), cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a
adoção de hábitos saudáveis.

Então, confira abaixo o que você pode fazer para ter uma vida mais saudável e se prevenir contra o câncer.

5 formas de se prevenir contra o câncer

Praticar atividade física

Praticar atividades físicas é algo que pode prevenir inúmeros
problemas de saúde, além de melhorar a disposição no dia a dia.

Por isso, é importante que algum tipo de atividade física faça
arte da sua rotina diária. E não precisa ser um esporte específico, ou algo que
precise ser feito em uma academia. Comece com algo que goste, como caminhar,
andar de bicicleta, dançar e nadar.

Você pode pedalar ou fazer uma caminhada para o trabalho, ainda que seja apenas parte do trajeto, e trocar o elevador pela escada.

Estudos indicam que 30 minutos de exercício por dia
já contribuem bastante para a sua saúde. Isso porque a prática de atividades
físicas ajuda fortalecer as defesas do seu corpo e a manter o peso ideal, além
de outros benefícios.

Ou seja: quanto mais você se movimentar, mais
protegido você estará contra o câncer.

Alimentar-se de forma saudável

A alimentação é um dos principais fatores para uma vida saudável. Por isso, é importante incluir nas suas refeições frutas, verduras, legumes, grãos e cereais, além de evitar alimentos ultraprocessados, como fast food e comidas que são vendidas prontas para o consumo.

Neste artigo, nós falamos um pouco mais sobre como deixar a sua marmita mais saudável para o dia a dia na obra. Já é um bom começo para uma alimentação mais saudável.

Manter o peso corporal adequado

A falta de atividades físicas e uma má alimentação podem resultar em aumento do peso. Esse é um risco sério, pois manter o peso corporal adequado é uma das principais formas de prevenir o câncer, segundo o Ministério da Saúde.

Mas como saber qual o peso ideal? Existe uma fórmula para isso, chamada Índice de Massa Corporal (IMC).

Para calcular o IMC, você deve dividir o seu peso pela sua altura ao quadrado (altura x altura). Por exemplo: se você pesa 80 kg e
tem 1,70 m de altura, você deve fazer a seguinte conta:

80 ÷ 1,70 ² = IMC

80 ÷ 2,89 = 27,6
kg/m²

O peso corporal do adulto está adequado quando o IMC variar entre 18,5 e 24,9 kg/m². No nosso exemplo acima, a pessoa estaria acima do peso ideal, já que seu IMC foi de 27,6 kg/m².

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Diversos estudos mostram que o consumo de bebidas alcoólicas também contribui para o desenvolvimento de câncer de diversos tipos, inclusive o de mama.

E isso é válido para todo tipo de bebida, desde a cachaça até a
cerveja. Combinado com o uso de tabaco, o perigo é ainda maior.

Isso porque o etanol tem efeito cancerígeno, afetando as nossas células. Quando ele chega ao intestino, o álcool age como um solvente, facilitando a entrada de outras substâncias carcinogênicas.

Amamentar

Você já deve ter ouvido o quão importante a amamentação é para o bebê. Todo recém-nascido (salvo quando há orientação médica do contrário) deve ser alimentado somente com leite materno até os seis meses de vida, no mínimo.

Mas além de proteger o bebê, a amamentação também protege a mãe, prevenindo contra o câncer de mama. Isso porque o movimento provocado enquanto o bebê suga o leite promove uma espécie de esfoliação do tecido mamário, eliminando e renovando células agredidas.

Além disso, quando termina a lactação, várias células se autodestroem, inclusive algumas que poderiam ter lesões no material genético. Assim, quanto mais prolongada for a amamentação, maior a proteção para a mãe e o bebê.

Agora, você aprendeu muito sobre como prevenir o câncer, mas não deve parar por aqui. É importante colocar essas dicas em prática e sempre fazer os exames preventivos regularmente, ou incentivar as mulheres da sua vida a fazê-los.

Faça parte da campanha Outubro Rosa e compartilhe essas dicas!

The post Outubro Rosa: como se prevenir contra o câncer de mama appeared first on Portal Amigo Construtor.

Outubro Rosa: como se prevenir contra o câncer de mama Publicado primeiro em https://www.amigoconstrutor.com.br

Balaustradas e varandas de vidro

Por que todo mundo está pedindo varandas de vidro?

“Bem, acho que as pessoas perceberam que o vidro é o produto perfeito, é forte o suficiente para resistir a impactos e tensões, é altamente estético e complementa quase todos os outros materiais com os quais se combina”.

guarda-corpo em alumínio anodizado

Então você acha que é um produto superior aos trilhos de ferro forjado?

Eu sou tendencioso, é claro, em direção a varandas de vidro. Eu diria, no entanto, que algumas propriedades são complementadas pelo trabalho tradicional em aço de ferro forjado, mas, em um sentido mais geral, acredito que as pessoas preferem a aparência limpa do vidro e que parte do trabalho em metal é muito “gaiola” como o meu gosto .

Mesmo com o vidro, existem muitas opções, não existem?

Sim, certamente existem. Existem muitos produtos, fornecedores e sistemas diferentes por aí.

Por uma questão de simplicidade, proponho dizer que existem três categorias para varandas de vidro:

  1. Sistemas de vidro estrutural que empregam vidro muito espesso e não usam postes verticais de metal.
  2. Sistemas postados que usam “grampos de vidro” ou “garras” para segurar o vidro. Esse tipo de varanda de vidro geralmente possui um poste vertical a cada metro ou mais e nos cantos da varanda.
  3. A terceira categoria é o nosso sistema exclusivo e proprietário, que precisava ter uma categoria própria. Em alguns casos, nosso sistema de varanda de vidro pode ser aplicado sem suportes verticais e, se necessário, não são muito frequentes, ou seja, a cada dois metros. E quando os membros verticais estão presentes, eles são muito limpos e escorregadios, eles não têm grampos ou presilhas “Mickey mouse”.

Agora você me confundiu, o que? é ?? “vidro estrutural” ???

Vidro estrutural significa que o vidro é a “estrutura”. O vidro aqui está sendo usado não apenas como painel, mas como estrutura e é um membro estrutural. A resistência real a cargas, pessoas, vento e pressão está sendo absorvida pelo vidro. O vidro é suspenso a partir do fundo, onde é fixado dentro de um canal ou preso.

A principal vantagem do vidro estrutural é que, em todos os casos, ele não exigirá postes verticais; as principais desvantagens são que ele impõe uma grande pressão na estrutura, tanto em pesos quanto em carga, e é claro que é muito mais caro do que outros sistemas.

Abaixo estão algumas fotos das balaustradas de vidro estruturais 

projeto de balaustradas de vidro estrutural     projeto de vidro estrutural em jersey

Isso parece muito semelhante ao produto da sua empresa?

Sim, como em alguns casos, nossas balaustradas de vidro não exigem postes. Nesses casos, eles se parecem muito com balaustradas de vidro sem moldura .

Por que você recomendaria seu produto de balaustrada de vidro, em vez de vidro estrutural?

Primeiro porque é meu trabalho também; mas falando sério com o feedback do cliente, descobrimos que o preço do nosso sistema está entre metade e um terço do custo do vidro estrutural , mas o resultado final é muito semelhante. Mas não apenas o fator de custo está em jogo. Outro aspecto importante é a manutenção e qualquer substituição futura de painéis de vidro. Isso é muito difícil com vidro estrutural, enquanto que com o sistema de balaustrada de varanda é muito fácil.

Aqui estão algumas fotos das balaustradas de vidro.

projeto de balaustradas de vidro em bognor     balaustradas no projeto bognor

Você pode me dar uma ideia dos preços de mercado para as três categorias mencionadas?

Bem, da minha experiência:

  • O sistema tradicional “postado”, com vidros temperados transparentes de 10 mm, custará aproximadamente £ 350-400 por metro linear em aço inoxidável.
  • O sistema de balaustrada de vidro estrutural, com vidros temperados transparentes de 15 mm, custará aproximadamente £ 600 – £ 750 por metro linear
  • Nós vendemos nossa balaustrada de vidro do sistema Balcony 2, com vidros temperados transparentes de 10 mm, a partir de £ 176 por metro “. 

O peso representa um fator na escolha de um sistema? Você pode me dar uma idéia de qual fator de peso as três categorias impõem?

O peso pode, em muitos casos, ser um elemento importante; particularmente em varandas que estão em balanço da estrutura. Nas varandas em balanço, o peso se torna um fator crítico no cálculo da “carga de reação” da estrutura da varanda. Um axioma na engenharia estrutural é “quanto mais peso, mais estrutura para compensar o peso”.

Aqui estão as estimativas de peso para as três categorias.

  • O sistema tradicional “postado”, com vidros temperados transparentes de 10 mm, pesará aproximadamente: 40-50 kg por metro.
  • O sistema de balaustrada de vidro estrutural, com vidros temperados transparentes de 15 mm, pesará aproximadamente: 70-80 kg por metro. (Dependendo em grande parte do que é usado para “prender” o vidro, isso pode ser mais. As opções sem moldura requerem vidro laminado de 21,5 mm e podem pesar mais de 100 kg por metro
  • A nossa balaustrada de vidro proprietária do sistema Balcony, com vidros temperados transparentes de 10 mm, pesará cerca de 30 kg por metro.

vidros de varanda

Então, para resumir, você pode ver que uma “varanda de vidro”, independentemente do sistema escolhido, é realmente uma varanda comum com uma balaustrada de vidro!

https://ift.tt/2McGL5E
https://ift.tt/2Mb79N9

https://ift.tt/2otg9ED
https://ift.tt/2otgabF

https://ift.tt/32oaT3u
https://ift.tt/2MDdL5X

https://ift.tt/2MA74Ss
https://ift.tt/2MB550b

https://ift.tt/317tyiV
https://ift.tt/2IKCqo0
https://ift.tt/33qfkeh
https://ift.tt/2otgbfJ
https://ift.tt/35ynq6v
https://ift.tt/2nLlPta
https://ift.tt/35ueRcR
https://ift.tt/2Ba9X7c
https://ift.tt/2IMp0Im
https://ift.tt/32oaU7y
https://ift.tt/317MPk5
https://ift.tt/2MbMIzN
https://ift.tt/35ugd7E
https://ift.tt/2oCz2F1
https://ift.tt/33vm0Iq
https://ift.tt/2MFOCrm
https://ift.tt/2VEyYAK
https://ift.tt/2IN2uPx
https://ift.tt/32oaUEA
https://ift.tt/2OIBkgt
https://ift.tt/319TNoI
https://ift.tt/2MaUQR1
https://ift.tt/2VHhGCX
https://ift.tt/319TNVK
https://ift.tt/2OPl9hD
https://ift.tt/2Bdqk2x
https://ift.tt/35ugfMO
https://ift.tt/2oDfgJA
https://ift.tt/2VEmGZ9
https://ift.tt/2INwR8B
https://ift.tt/2oBv3bG
https://ift.tt/35vvxRl
https://ift.tt/2B4cJuC
https://ift.tt/2VEmI3d
https://ift.tt/2VEmIAf
https://ift.tt/2INzjvF
https://ift.tt/35ynqn1
https://ift.tt/33pjq6y
https://ift.tt/2OHYnYJ
https://ift.tt/2oGHzqz
https://ift.tt/32oaXjK
https://ift.tt/2ILqB12

https://ift.tt/32dZbsj
https://ift.tt/2IKCqo0
https://ift.tt/2pisLOC
https://ift.tt/2otgbfJ
https://ift.tt/2MdXfuu
https://ift.tt/2q9Q7qk
https://ift.tt/32c2D6P
https://ift.tt/2VEmKbl
https://ift.tt/2Ba9X7c
https://ift.tt/2MOS3ML
https://ift.tt/32oaU7y
https://ift.tt/2IMp2zY
https://ift.tt/2MEh8JY
https://ift.tt/32adUo4
https://ift.tt/2oCz2F1
https://ift.tt/2MdG3oN
https://ift.tt/2q9Q7GQ
https://ift.tt/33sBCMK
https://ift.tt/2OI4Eni
https://ift.tt/2OIBoNf
https://ift.tt/2IMp1fo
https://ift.tt/2nHzy4d
https://ift.tt/2MaUQR1
https://ift.tt/2pj0SWI
https://ift.tt/2MafRLA
https://ift.tt/2oCbUGI
https://ift.tt/2VDDEXr
https://ift.tt/2oCgg0x
https://ift.tt/31gnSTT
https://ift.tt/2OIfycL
https://ift.tt/2IJUm2a
https://ift.tt/2B6K3RN
https://ift.tt/35vvxRl
https://ift.tt/35qXrxP
https://ift.tt/2VEmI3d
https://ift.tt/32cMHRQ
https://ift.tt/2INzjvF
https://ift.tt/32cMGxg
https://ift.tt/33pjq6y
https://ift.tt/2MdXeXs
https://ift.tt/2oGHzqz

https://ift.tt/2IMxgYZ
https://ift.tt/33qfkuN

https://ift.tt/2INzirB
https://ift.tt/31cQBc6
https://ift.tt/2IM9XhY
https://ift.tt/2Baa4Qa
https://ift.tt/2MeBT05
https://ift.tt/2McckN9
https://ift.tt/2Baa5nc
https://ift.tt/2VB8NL8
https://ift.tt/35xhg6A
https://ift.tt/32dF5hI
https://ift.tt/35vD2b2
https://ift.tt/2VB8OPc
https://ift.tt/2MBdn8b
https://ift.tt/2MALg93
https://ift.tt/2VB8Pme
https://ift.tt/35tYeOD
https://ift.tt/2M942Fz
https://ift.tt/35xmhfo
https://ift.tt/2B5smBN
https://ift.tt/2MFmqEX
https://ift.tt/2nGrsJ0
https://ift.tt/2B6vAoN
https://ift.tt/35xMXg3
https://ift.tt/35EQSrM
https://ift.tt/2MALehA
https://ift.tt/31eB7US
https://ift.tt/3280etM
https://ift.tt/2OIBswt
https://ift.tt/2OMbFU7
https://ift.tt/2pbZoxz
https://ift.tt/35ynraz
https://ift.tt/2VB8PTg
https://ift.tt/2MvpALq
https://ift.tt/2MvpB1W
https://ift.tt/2MazQK5
https://ift.tt/33pIVVf
https://ift.tt/2OEvfSl
https://ift.tt/33shGcE
https://ift.tt/2B6jiwz
https://ift.tt/2M9Wp1y
https://ift.tt/2OJwIXC
https://ift.tt/2OIBtR3
https://ift.tt/35szTbW
https://ift.tt/2MAb4SR

https://ift.tt/2OIBuo5

https://ift.tt/2B6K3Bh
https://ift.tt/2B6bLxI
https://ift.tt/2IJUn6e
https://ift.tt/2qaaK5J

https://ift.tt/31cQBJ8

https://ift.tt/33vm0YW

https://ift.tt/2MB5gIT

https://ift.tt/32esWJI

https://ift.tt/2Baa8zo

O post Balaustradas e varandas de vidro apareceu primeiro em Key Mail.

Balaustradas e varandas de vidro Publicado primeiro em Key Mail

Manutenção de sacada, você sabe o risco que a falta dela pode oferecer?

O acidente causado pela falta de manutenção nas sacadas envidraçadas tem se tornando uma realidade cada vez frequente. Vidros travados, infiltração de …

source

O post Manutenção de sacada, você sabe o risco que a falta dela pode oferecer? apareceu primeiro em Key Mail.

Manutenção de sacada, você sabe o risco que a falta dela pode oferecer? Publicado primeiro em Key Mail